O mistério do Keddie Resort

Keddie é um lugarejo que fica no condado de Plumas, Califórnia. Nele, havia  Keddie resort, um conjunto de 33 construído entre as montanhas. Era um local antes muito procurado por turistas e por quem quisesse passar um bom tempo longe da cidade. Descrito por quem morou lá como um lugar para se respirar ar puro, com farta vida selvagem e floresta para apreciar. Para muitos, traz boas lembranças de um riozinho chamado Feather river, um riacho onde poderia se tentar a sorte e apanhar um peixe. Resumindo, um típico local para uma família norte-americana passar as férias.

Como se pode ver pelas fotos acima, tiradas da janela de uma das cabanas, érealmente um local muito bonito, mas o que ninguém esperava, era que em local que mais parecia um paraíso perdido, fosse se transformar num cenário de um brutal crime.

Glenna Sharp, ou Sue para os amigos, tinha 36 anos e já morava no Keddie Resort fazia alguns  meses. Ela tinha alugado a cabana de número 28. Sue tinha cinco filhos: John, de 15 anos; Tina Sharp, 12 anos, Sheila, de 16 anos  e duas crianças menores.

Era dia 11 de abril de 1981, um dia como qualquer outro. Glenna estava em casa esperando por John e o amigo dele, Dana Wingate, de 17 anos. Eles tinham saído e estavam voltando para casa pedindo carona, como testemunharam depois algumas pessoas.

Depois de algum tempo, Craig Walters, um estudante do colégio Feather River deu carona a eles, os deixando em casa. Segundo se apurou, através do relato das crianças sobreviventes, os assassinatos ocorreram logo após os dois chegarem.

O mais estranho é que haviam mais três crianças num quarto da casa, dois filhos de Glenna e os assassinos não os feriram. Ainda mais estranho é que ninguém das cabanas próximas ouviu nada.

Assim que amanheceu, Sheila voltou para casa e gritou horrorizada quando viu os três corpos desfigurados no chão da sala. A irmã Tina tinha desparacido.

A polícia foi chamada e encontrou um cenário de horror. Os corpos, que estavam amarrados com fios elétricos e amordaçados com fita adesiva, haviam sido golpeados com um martelo e uma faca de churrasco.  As facas encontradas na cena do crime foram usadas com tanta fúria que as lâminas estavam quebradas no meio. O local estava coberto de sangue, móveis quebrados e paredes esburacadas.

O local ficou tão mal falado que as pessoas começaram a abandonar o resort. Os donos conseguiram vender o lugar e os atuais aindam pensam numa maneira de reviver o local. Há até um comentário de gosto dúvidoso, escrito em um site, que sugere que alugue o local para festas de Halloween ou para turismo bizarro.

Há relatos de pessoas que dizem que moraram na cabana 28, que o local traz boas lembranças, assim como  há relatos de gente que viu fantasmas no local. Até mesmo a própria Sheila, uma das sobreviventes, diz ter visto a palavra “no” escrita em uma parede ou porta, e que meia hora depois ao voltar lá a palavra havia desaparecido.

Para aumentar ainda mais o mistério, é muito estranho que se tenha permitido que pessoas morassem no local, pois se o caso não tinha sido resolvido, alguma prova poderia ter sido destruída. Apesar de sites dizerem que o local foi lacrado, há muitos testemunhos em fóruns dizendo que sim, a cabana foi alugada novamente.

Lembre-se que nos Estados Unidos, crime de assassinato nunca prescreve, então foi um total desleixo o que aconteceu nesse caso.

Até hoje o crime não solucionado. O local abandonado, fazendo com a economia do lugar fique estagnada. A cabine 28 foi demolida em 2006, mas a repercussão do que aconteceu lá permanecerá, e quem sabe um dia todo o mistério poderá ser desvendado.

Mais sobre o caso:

http://www.asylumeclectica.com/asylum/sightseer/us/ca/keddie.htm

http://en.wikipedia.org/wiki/Keddie,_California

http://en.wikipedia.org/wiki/The_Keddie_Murders

Sobre shironaya

web 2.0 addict, crazy about legends, stories, drawing, cinema, painting. adoro web 2.0, lendas, estórias, desenho, cinema, pintura.

Publicado em abril 15, 2010, em casos reais, estados unidos e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: