As misteriosas ruínas submersas de Okinawa

A idéia de um continente perdido no fundo dos oceanos não é nova. Augustus Le Plongeon (1825–1908), depois de suas investigações da ruínas maias em Yucatán concluiu que essa civilização era muito mais antiga que a grega e a egípcia e narrou a estória de um novo continente de nome “Mu”(1). Esse nome ele emprestou de Charles Étienne Brasseur de Bourbourg, que identificou essa terra como Atlântida e afirmou que a civilização egípcia começou com o reinado da rainha Moo, que era uma sobrevivente do continente. Outros refugiados foram para a América Central e fundaram a civilização maia.

Mas Kihachiro Aratake, um mergulhador profissional,  nunca pensou que encontraria tão fantástico quanto uma pirâmide submersa. Procurando por tubarões em Yonaguni, Okinawa, em 1986 ele descobriu estruturas gigantescas que mais pareciam ter sido feitas por humanos. Desde essa época o professor Masaaki Kimura da Universidade de Ryukyus em Okinawa tem se dedicado ao estudo dessas estranhas formações. Segundo ele, são dez estruturas submersas, que incluem um templo, um arco do triunfo, um estádio e várias ruas e talvez muralhas.

Estranhamente, apesar de ser um mistério bem divulgado no mundo oriental, e tamém Austrália e Nova Zelândia, nada se vê sobre as formações na mídia em outros lugares do mundo. Nem documentários ou menções nos veículos de comunicação.

Alguns cientistas já foram até o doutor Kimura para investigar as formações, como Robert M. Schoch, da Universidade de Boston famoso por dizer que as pirâmides do Egito foram construídas pelos atlantes. Ele afirma que talvez algum processo geológico possa fazer esse tipo de estrutura mas elas parecem perfeitas demais para serem fruto de um acidente geolígico.

Mas estudiosos como o geólogo alemão Wolf Wichmann disse que a pirâmide nada mais é que um bloco sedimentar.  Fazendo coro com ele, há muitos cientistas do outro lado do mundo que dizem que essas “ruínas” são apenas uma tentativa de promover o local e que se você olhar atentamente vai ver que são placas sedimentares em que nada lembram estruturas feitas pelo homem. Segundo eles, somente pessoas crédulas e que querem a todo custo acreditar no “continente perdido” vêem algo extraordinário aqui.

Na verdade, vendo bem as fotos, as linhas são realmente muito retas e parecem sim ter sido feitas pelo homem. Certo que é a o opinião de um leigo, mas é o caso de julgar por você mesmo. Aliás, se tudo é uma fantasia porque não divulgar mais sobre elas? Seria interessante. Mais interessante foi ter lido em algum lugar que se as ruínas fossem mesmo verdadeiras obrigaria a uma revisão total de conceitos e da datação geológica.

Então, talvez para alguns cientistas ocidentais seja melhor que as estruturas continuem sendo apenas formações geológicas naturais…

Notas:

(1) H. P. Lovecraft (1890–1937) já citou Mu na sua mitologia de Cthulhu. O pai de Conan, Robert E. Howard, em seus contos cita Lemuria como o que sobrou do continente de Mu, sendo a Lemuria apenas o topo da montanha do continente submerso.  O conceito de Lemúria data do século 19 e diz respeito a um continente submerso na Índia e no Oceano Pacífico.

Sites relacionados:

http://heritageofjapan.wordpress.com/just-what-was-so-amazing-about-jomon-japan/the-mystery-of-yonaguni-is-there-a-5000-year-old-underwater-pyramid-and-city/

http://ahotcupofjoe.net/2009/03/the-ancient-underwater-ruins-of-yonaguni-japan/

http://www.associatedcontent.com/article/1804320/the_yonaguni_monument_man_made_or_natural.html?cat=37

http://en.wikipedia.org/wiki/Yonaguni

http://www.altarcheologie.nl/underwater_ruins/yonaguni/linkmap.htm

Sobre shironaya

web 2.0 addict, crazy about legends, stories, drawing, cinema, painting. adoro web 2.0, lendas, estórias, desenho, cinema, pintura.

Publicado em novembro 30, 2009, em japão, lendas e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: