Lendas do Santuário das Angústias

800px-Cuenca_Ermita_de_las_angustias

Na Espanha, em uma cidade chamada Cuenca, havia um moço tão bonito que nenhuma moçoila da cidade resistia a seus encantos. Ele era filho do ouvidor da cidade. Era um moço de bom coração, mas ao mesmo tempo era um farrista, mentiroso e que causava alguns pequenos incidentes na cidade.

Os pais e outros lhe perdoavam imaginando que um dia criaria juízo. Ele nem pensava em se aquieta e continuava caçando as moças da cidade sem sentir um mínimo de sentimento por elas.

Mas todo mundo tem seu dia de caça, e umdia, uma lindíssima jovem chamada Diana chegou de mudança à cidade. Todos ficaram enfeitiçados pela sua beleza, até as mulheres olhavam para trás quando ela passava de tão linda que era. Os homens então corriam para encontrar com ela par dar ao mesnos um bom dia, que ela retribuia com uma leve inclinação e sorriso.

Um dia o nosso moço sedutor resolveu se apresentar a ela. Ela claro, o achou lindo e se apresentou como Diana. Depois desse dia, ele ficou mais e mais apaixonado e obcecado por ela. Passaram a se encontrar, mas ela vendo suas intenções,  não deixava que ele ultrapassasse certo ponto na relação.

Ele nçao conseguia mais se conter. A queria para si como nunca desejou ninguém.  De repente, na véspera de todos os santos, dia 1 de novembro, ela manda uma carta para ele, dizendo para encontrar com ele no Dia de Todos os Santos, no local chamado “portal das Angústias””. Ela seria dele no Dia dos Mortos.

Ele ficou totalmente transtornado de paixão. Botou as melhores roupas e perfumes e mal se conteve até o dia combinado. Só que caiu uma tremenda tempestade nessa noite,mas isso não o impediria de ir até ela.

Ela estava lá, ainda mais linda. Eles se abraçaram e beijaram e no auge da paixão ele levantou o seu vestido. Caíam raios e trovões, mas eles não ligava. De repente, quando os raios iluminaram as pernas dela, ele viu que eram peludas e ela tinha pés e cascos de bode.

Horrorizado ele fugiu e podia se ouvir as risadas da besta ecoando na solidão do local.  Ele fugiu, mas o diabo lançava raios sobre ele. Em desespero ele agarrou a antiga cruz que havia no santuário ao mesmo tempo em que o demônio se lançou sobre ele. De súbito, tudo ficou silencioso, e ele viu que havia ficado ferido de raspão e que havia ficado uma marca na cruz de pedra.

Os monges vieram ver o que estava acontecendo e o levaram para a igreja. De lá, ele nunca mais saiu e viveu uma vida de recolhimento e oração.

Dizem que as pessoas da cidade, sabendo do causo, foram até a casa dos pais de Diana, mas só encontraram três bodes mortos. A casa foi queimada.

E assim terminou a vida de conquistador do mais belo moço que já pisou na cidade de Cuenca.

Nota:

O santuário antigo data de XIV, mas a atual igreja foi construída no século XVIII.

Fontes:

http://www.cofradiaangustiascuenca.es/Historia.htm

http://pt.wikipedia.org/wiki/Cuenca_%28Espanha%29

http://tejiendoelmundo.wordpress.com/2009/10/02/la-leyenda-de-la-cruz-del-diablo-en-cuenca/#more-8369

http://lanaveva.wordpress.com/2009/04/19/paseo-en-cuenca-puerta-san-juan-a-plaza-de-las-angustias-y-la-leyenda-del-diablo/

Sobre shironaya

web 2.0 addict, crazy about legends, stories, drawing, cinema, painting. adoro web 2.0, lendas, estórias, desenho, cinema, pintura.

Publicado em outubro 15, 2009, em contos, espanha, lendas e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: