O Casulo da Mariposa

Atlasmoth_keralaUm caçador de Queensland partiuem uma longa viagem, levando seu filho pequeno com ele. Foi difícil para o menino para acompanhar seu pai, e cada dia ele ficou mais magro e fraco. Depois vieram as chuvas. Eles caminharam sem parar, até que os rios subiram e a terra se tornou um grande pântano. O menino ficou doente. A única coisa que seu pai pôde fazer foi construir um abrigo rústico de casca e galhos de árvores para mantê-lo abrigado da chuva.  Seus suprimentos de comida tinha acabado há muito tempo, e o homem sabia que seu filho iria morrer se ele não conseguisse alimento rapidamente.

Ele enfiou o menino em um saco de dormir de pele de canguru e se embrenhou no meio do pântano em busca de caça. Não foi fácil se orientar nos terrenos alagados, mas depois de vários dias, ele encontrou um gambá e matou-o com sua lança. Ele correu de volta para o gunyah * que ele havia construído, com medo que ele pudesse encontrar seu filho morto de fome.

Ele chegou à clareira, que reconheceu pelos galhos quebrados de árvores e o montículo que aparecia acima da água, mas do gunyah e seu filho não havia nenhum sinal. Ele não conseguia entender o que tinha acontecido. Ele estava preparado tudo para encontrar o corpo do filho, mas a última coisa que ele imaginava era que ele, e gunyah que o abrigava, iria desaparecer como que por magia.

Ele se encostou numa árvore. Sua mão tateou uma ponta solta da casca e galhos no tronco.. Ele olhou para ela de braços cruzados e, em seguida, com uma súbita sensação de choque, viu que mais de perto, era uma réplica do gunyah que ele havia construído para abrigar seu filho. Dentro do casulo estava o corpo branco de um verme, e ele sabia que os espíritos tinham ficado com pena do menino e o salvaram da morte.

Desse dia em diante as larvas das mariposas sempre tem um casulo para e lembrá-las de como, há muito tempo, um pai se importou tanto com o seu filho que construiu um abrigo para ele, enquanto ele procurava por comida.

Notas:

Sobre shironaya

web 2.0 addict, crazy about legends, stories, drawing, cinema, painting. adoro web 2.0, lendas, estórias, desenho, cinema, pintura.

Publicado em setembro 23, 2009, em austrália, contos, lendas e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: