O Demônio Também Chora

shot_12_529

Na série “Devil May Cry” nós acompanhamos a estória de Dante, meio-homem, meio-demônio.  Sua herança demoníaca é ao mesmo tempo uma vantagem e uma maldição. Ele é um híbrido, fruto de um casamento entre o demônio Sparda e a humana Eva.  Ele é dotado de poderes extraordinários que só aumentam quando ele “encarna” o lado demoníaco que tem dentro de si.

Mas o tema de híbridos não é novidade no campo das lendas, é só lembrar dos nefilins, fruto de casamentos entre anjos caídos e humanas. “E os filhos de Deus vendo que as filhas dos  homens eram belas, tomaram para si esposas entre as que mais lhe agradaram” (Gênesis 16: 1-4)… Muitos interpretam que esse versículo fala dos anjos que se casaram com mulheres e daí geraram nefilins. Se eles eram “caídos” então eram demônios que geraram os primeiros híbridos dessa “raça”.

Então a estória desse tipo de cruzamento não é novidade e foi aproveitada como mote para o game… No Tv Tropes, se tem uma interminável lista dessas hibridizações e muitas outras! Até mesmo de humanos com dragões…Quem passeia pela cultura japonesa sabe que as games e animes estão cheios desse tipo de criatura.  A aproximação entre humanos e outros entes é muito comum na cultura japonesa. A raposa (kitsune) está sempre circulando entre humanos e casando-se com eles.

Como é explicado no Tv Tropes, parece que ser um ser meio-algo com alguma coisa dá muitos poderes para a descendência, mesmo que os filhos se queixem de sua má sorte de um ter um pai ou mãe sobrenatural. E em toda a literatura que tive acesso parece que é muitos mais comum a mãe ser uma humana e o pai, um ser sobrenatural. Já é muito difícil que o pai seja um humano e mãe uma entidade qualquer.

Uma exceção é a lenda de Lilith, no livro Tree of Souls: the mythology of Judaism, se explica a lenda de Lilith e como ela seduz homens e dá nascimento a seres meio humano e meio demônio. Essas “crianças” escolhem um lugar da casa para morar, como um guarda-roupa e lá ficam até a morte do pai, quando eles seguem o cortejo fúnebre. Inclusive, diz-se que é preciso despistar as híbridos para que eles não o sigam até o cemitério.

Dante em sua forma demoníaca

Outra personagem lendário, Merlin, também era apontada como filho de uma freira com um íncubus... Segundo a tradição, sendo gerado por uma serva de Deus e por um demônio, ele possuia sabedoria e poderes sem iguais, vindos de duas forças opostas,  Deus e o diabo. Diz-se que para impedir que a bebê manifeste seu lado demoníaco, é necessário banhá-lo em água benta assim que nascer. Provavelmente foi o que fizeram com Merlin, para que ele continuasse poderoso, sem se transformar em demônio.

No caso de Dante, ele precisa se transformar em demônio, para ganhar mais poder ainda.  Mas ele mantém o seu lado humano, o que pode ser encarado tanto como fraqueza como virtude. Interessante notar que tanto em lendas, como em games ou filmes, geralmente o híbrido sempre está tentanto matar o seu lado não-humano ou caçando seus parentes não-humanos, como D, de Vampire Hunter D.

D, segundo o primeiro anime da série, datado de 1985, dá a entender que ele seria o próprio Drácula, porque no confronto final, o vampiro olha para um quadro muito antigo e percebe que D é muito mais velho do que ele, insinuando-se que talvez D seja Drácula. Já no segundo filme, a “mão falante” diz bem claramente que ele seria fruto de um relacionamento entre uma humana e um vampiro.

Parece que os híbridos tentam se agarrar a sua parte humana, assim como o personagem Hellboy, fruto de uma união com uma bruxa e um princípe infernal. Ele é outro híbrido que também caça os seus parentes do inferno e tenta desesperadamente não deixar que a sua parte negra o arraste para o outro lado (se bem que Dante é totalmente cínico e não fica tão desesperado assim quando o seu lado infernal vem à tona).

Assim como Dante e outros, o seu lado humano sempre vence, mesmo que o poder herdado de seu pai os faça sobrehumanos, é o seu lado materno que lhes confere a humanidade e o coração, que os liga ao resto dos seres humanos.

Tanto é assim que em Devil May Cry 2, já no final do game, Dante chora pelo seu irmão Virgil, que ficou preso no inferno… Ao ver isso, Mary (Lady), pegunta se ele está chorando. Ele afirma que não, é a chuva. Ela conclui, que “até mesmo o diabo pode chorar…”

Sobre shironaya

web 2.0 addict, crazy about legends, stories, drawing, cinema, painting. adoro web 2.0, lendas, estórias, desenho, cinema, pintura.

Publicado em agosto 20, 2009, em contos, europa, Inglaterra, lendas e marcado como , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: