Romasanta

Os lobisomens vivem no imaginário coletivo desde que a humanidade deu seus primeiros passos.O mito da best-fera meio homem, meio lobo talvez tenha se originado nas primeiras experiências do homem como caçador. Para caçar os homens usavam, também, o artifício de imitar os animais para atraí-los: imitar seus sons, trejeitos e formas.

Se vestir e uivar como lobo seria uma forma de fazê-los cair numa armadilha. Acrescenta-se a isso que muitos usavam uma pele de lobo para se passar pro animal e espionar outras aldeias.

Mas com o passar do tempo, só espionar não bastava. Homens com pele de lobo atacavam outros bandos de homens em suas aldeias, pilhando e matando. A partir daí, a idéia do homem-lobo sanguinários começou a povoar a mente das pessoas, enchendo todos de medo.

Foi um passo para se criar as lendas e mitos. O que era real, pilhagem e matança por homens disfarçados se tornou matança por lobisomens famintos.

Imagino que talvez muitos desses “homens-lobos” também usassem a roupa de lobo para lobo para atacar incautos em florestas escura, sozinhos ou em bandos de malfeitores. Como os berserkers faziam. Munidos de peles de urso, eles invadiam e barbarizavam vilas inteiras, sem temer a morte em momento algum. Tão loucos eram em seus ataques que as pessoas acreditavam que eles meio-animal.

Mas o tempo passou e os homens lobo desaparecem como verdade da cabeça das pessoas para se tornaram lenda. Foram-se junto com as florestas ancestrais. Mas vivem em algum lugar primitivo de nossa mente, que às vezes pode nos assustar ou nos chamar em algum momento de nossa existência.

Talvez por isso o mito ainda viva nos filmes, já que abandonou a nossa vida diária. Há os filmes clássicos, a famosa triologia “Um Grito de Teror”, “Lobisomen Americano em Londres” e “Companhia dos Lobos”… Mas “Romasanta” também merece ser assistido.

romasanta02

O filme conta a estória de Manuel Blanco Romasant, espanhol que foi acusado em 1852 de matar e devorar diversas pessoas. No filme, o papel título é interpretado por Julian Sands (Warlock, O Demônio) que interpreta o sedutor personagem que engana diversas mulheres, as atrai para a floresta e as mata, usando sua gordura para fazer sabonetes. Tudo vai muito bem para ele, até que ele se envolve com a irmã de uma de suas vítimas.

A cena de transformação é realmente bem diferente e sinistra, muito diferente de tudo que eu já tinha vista. Você sente um misto de pena e náusea ao ver o homem Romasanta se torna o carniceiro lobisomen… E é isso que torna o filme tão interessante: a questão não é mostrada de forma definitiva, você nunca descobre se ele era ou não um lobisomen, ele mata as suas vítimas porquê? Há muitas dúvidas e nunca são respondidas.  E elas nunca foram respondidas na vida real. Ao final do processo ele chegou a ser condenado à morte em 1853, mas acabou sendo perdoado pela rainha Isabel II. Um hipnotizador chamado Philips se convenceu de que ele sofria de licantropia e que não responsável pelos seus atos, sendo revogada a sentença de morte e mudada para prisão perpétua, mas o final de Romasanta ninguém sabe. Talvez tenha morrido na prisão ou se suicidado.

Não existe muita informação sobre o assunto mas conseguia achar algo no site Contos Grotescos.

Fique impressionada ao ler o artigo com os depoimentos dele. Ele realmente acreditava que era a besta. Tanto que o hipnotismo confirmou que ele acreditava naquilo. Ele entrou para o imaginário mundial como o verdadeiro lobisomen… E apesar de ler críticas dizendo que o fiilme não é bom porque não se decide se ele é ou não o monstro, eu acredito que é isso que o torna mais fiel ao caso. Tudo está envolto em mistério.

O lobisomen e homens-feras podem ter abandonado a periferia das cidades, mas talvez ainda viva nas profundezas de alguma floresta sombria, que ainda teima em ficar de pé e insista em nos assombrar com os nossos medos ancestrais.

Sobre shironaya

web 2.0 addict, crazy about legends, stories, drawing, cinema, painting. adoro web 2.0, lendas, estórias, desenho, cinema, pintura.

Publicado em agosto 4, 2009, em contos, europa, lendas e marcado como , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: